quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Chega de indecisão

Eu odeio pessoas indecisas, que nunca sabem o que querem, que vivem no mundo condicional e que botam dificuldade em tudo o que vão fazer.
Nunca ouvi falar em meia grávida, meia fome, meio voto! Tudo tem que ser por inteiro. Tudo mesmo! Desde a sua dedicação no trabalho, a atenção com a família até a entrega em um amor. Amor... Esse é um ponto crucial na indecisão das pessoas.
To cansada de assistir pessoas desistirem de lutar por quem amam.  Não falo daquelas que perderam a guerra e tentam juntar seus cacos, assim como eu, falo daquelas pessoas que tem um grande amor que provavelmente é correspondido, mas por puro medo de errar ou se magoar não querem tentar novamente.
Falo especificamente pra uma pessoa muito importante pra mim que passa por uma situação parecida.  Ama, mas deixou o amor escapar e hoje colhe os frutos desse desleixo. Sonha toda noite com esse ser que lhe completa, mas tem medo de reconhecer erros, perdoar outros tantos e correr atrás da sua felicidade. Eu não consigo entender isso.
Como uma pessoa desiste assim de tudo e prefere viver na solidão de uma lembrança. Sem lutar mais, apenas sofre e mesmo que sem querer acaba fazendo sofrer a tantos outros que tentaram resgatá-la dessa solidão. Escolher um caminho nessa situação é fundamental pra que essa pessoa tenha pelo menos alguma perspectiva de futuro. Nada vem por acaso, muito menos a felicidade.
A essa pessoa tão próxima de mim aconselho que lute. Se realmente ama, lute! Deixe esse sofrimento de lado. Não se fica com ninguém por pena. Lute por aquilo que ama, que deseja! Só desista quando não houver mais possibilidades e sai da batalha, mesmo que derrotada, com a cabeça erguida e certeza que vez a sua parte!
Largue esse mundo de incertezas, tenha objetivos bem traçados e nunca se arrependa do que você fez, está fazendo ou irá fazer.
Corra atrás da sua felicidade sem medo de arriscar ou de perder. Essa aventura é o que nos faz viver!

Um comentário: